Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

Filho de Deus.




Lucas 15.31 "E ele lhe disse Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas;"

Quando alguém recebe a Jesus como Salvador, ele recebe o perdão de seus pecados: a Salvação:
João 3.16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna..
E em:

Cura Divina.



Li tempos atrás em um Jornal popular que dizia mais ou menos assim: Um repórter fora entrevistar um Presbítero de uma Igreja Evangélica. Lá ele ouviu do Presbítero que o Senhor Jesus já havia curado vários enfermos naquela Congregação Evangélica. O repórter indagava consigo mesmo e com seus interlocutores; como poderia ser aquilo verdade, se o templo era paupérrimo, com o emboço caindo, necessitando de uma reforma urgente. Como Jesus ouvia suas orações de cura e não providenciava recursos para a reforma daquele templo.

O ser humano é muito misterioso. É completamente diferente dos animais. Estes só possuem alma vivente: Gênesis 1.20. "E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente;..." 1.24. "E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis; ..". Eles são dicotomos: corpo e alma. Enquanto nós possuímos uma alma diferente, alma espiritual e o espírito, sendo portanto o homem tricotomo, 3 partes: corpo, alma e espírito. O ser humano não é um animal, é um ser espiritual a imagem e semelhança de Deus. Nada tem haver com o reino animal. Gênesis.1.27 "E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. 1.28. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

A Fé se manifesta de forma diferente nas diferentes pessoas, aquele Presbítero tinha fé suficiente para ser um instrumento de Jesus na cura de um doente, mas não possuía fé suficiente para ser próspero financeiramente, ou para receber do mesmo Jesus os recursos financeiros para a reforma do templo. A culpa não está no Senhor Jesus, mas no homem que tem a responsabilidade de ministrar a Palavra de Deus.

Jesus tem a mesma disposição para Salvar quanto tem para curar, para abençoar financeiramente. "Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque aquele que pede recebe; e o que busca encontra; e, ao que bate, se abre. E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lo também vós, porque esta é a lei e os profetas.

"E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus." (João 9.1-3). Em seguida Jesus curou aquele homem. Pelo visto devia ser uma crença o fato de que os filhos levariam as conseqüências dos pecados dos pais; de certa forma ela é correta, apenas de um lado: do homem e não de Deus.

Leia o Capítulo 18 de Ezequiel - A responsabilidade é pessoal. Ele é lindo. Vejamos agora o versículo 20. "A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a maldade do pai, nem o pai levará a maldade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele."

Deus não cobra os erros dos pais sobre os filhos; Deus não cobra, mas o filho levará sobre si as conseqüências desses erros. Exemplo: Se uma mulher grávida for viciada, transmitirá ao feto as conseqüências de seus atos. A criança poderá nascer com problemas físicos. Conhecemos muitos casos através das literaturas seculares. Vocês certamente compreendem o que pretendo dizer. Deus não tem responsabilidade com essas mal formações; a culpa pertence aos pais, Deus cobrará desses pais essa responsabilidade.

E Deus é injusto com o deficiente que não teve culpa das conseqüências de seus pais? Não, muito pelo contrário, Ele providenciou o remédio, a solução: Jesus Cristo, o seu filho, ou seja, precisou Jesus morrer por nós. E a morte expiatória de Jesus, também, é para resolver esses problemas. "Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados." Isaías 53.5.

Citarei a seguir trechos da contra capa do Livro: Compreendendo a Unção. Autor: Kenneth E. Hagin. Editora: Graça Editorial.

"Marcos 11.23 e 24 são as notas tônicas da vida e do ministério de Kenneth E. Hagin. Creu, pela primeira vez, nestas declarações surpreendentes dos lábios de Jesus quando jazia quase totalmente paralisado e completamente confinado à cama por causa de um coração deformado e uma doença sanguínea incurável. Os médicos não esperavam que chegasse ao seu 17º aniversário. Mas, depois de 16 meses confinado à cama, creu que aquelas Escrituras significavam aquilo que diziam - e agiu à altura delas com fé simples - e levantou-se curado."

A questão está em nós e não em Deus. Ele já providenciou tudo para nós. Nós é que recusamos crer na Escritura: Aquele que justifica é o mesmo que cura. "Perto está o que me justifica; quem contenderá comigo? Compareçamos juntamente; quem é meu adversário? Chegue-se para mim." Isaías 50.8. Porque creio em Isaías 50.8 e não em Isaías 53.5. A Palavra é a mesma, veio de Deus para o nosso coração.

E aqueles que nasceram de tal forma deficientes que não podem chegar ao conhecimento de Cristo Jesus para poderem receber a cura de seus corpos e a cura de sua alma???!!! Certamente Deus não os condenará. Eles se enquadram nos versículos dedicados as crianças: Mateus 19.13-15; Marcos 10.13-16; Lucas 18.15-16. "E traziam-lhe também crianças, para que ele as tocasse; e os discípulos, vendo isso, repreendiam-nos. Mas Jesus, chamando-as para si, disse: Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus."

Tenho por mim que é desejo de Jesus curar a todas as pessoas. "E aconteceu que, indo ele a Jerusalém, passou pelo meio de Samaria e da Galiléia; e, entrando numa certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez homens leprosos, os quais pararam de longe. E levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós! E ele, vendo-os, disse-lhes: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos. E um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz. E caiu aos seus pés, com o rosto em terra, dando-lhe graças; e este era samaritano." Nós observamos que este homem samaritano, foi salvo por Jesus. Recebeu tanto a cura física de seu corpo, como a salvação de sua alma. E os outros nove? Eles continuaram curados, não ficaram doentes, mas não receberam a salvação. Jesus curou dez, mas só salvou um. Nada impede que aqueles homens, em outra oportunidade tenham vindo a receber a Jesus como salvador, talvez não. A lição que tiramos disto é que Jesus realiza milagres em decorrência de seu amor, de sua misericórdia, independentemente da condição de quem a recebe, a não ser um único fator: a Fé. Eles foram à fonte correta: Jesus. Eles clamaram à pessoa certa: Jesus. Muitos não recebem a cura de suas enfermidades devido a falta de Fé. A Fé nada tem a ver com a vida de Santidade e de comunhão com Jesus. A Fé para a cura pode brotar em uma terra árida e seca. O exercício da Fé para a cura não é atestado de Salvação e Santidade. Não confundam a Fé como dom do Espírito, Fé como fruto do Espírito e a Fé como dom natural. Qual o tipo de Fé existente nos dez leprosos? Tenho por mim que a última. Não eram Salvos, não tinham comunhão com Jesus, não eram batizados com o Espírito Santo, não possuíam dons espirituais. Possuíam apenas a Fé natural.

Amados, nos apropriemos daquilo que por direito é nosso, que foi conquistado por Jesus na Cruz do Calvário: A cura física das enfermidades. Isto é o que penso.

fonte: http://www.sivirino.com/preg_cura.htm