Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

Líderes da AD de todo mundo na Índia


A sexta edição do Congresso Mundial das Assembleias de Deus, que ocorre a cada triênio, foi realizado de 6 a 9 de fevereiro em Chennai, India. Ao todo, cerca de 10 mil assembleianos de 70 nações participaram do evento, que teve como tema “Forward! In God’s Favor” (“Avante! No favor de Deus”). Todas as reuniões do evento aconteceram no templo-central da Assembleia de Deus Nova Vida, em Chennai, igreja liderada pelo pastor David Mohan, que também é líder das Assembleias de Deus em toda a Índia. O culto de abertura ocorreu na noite de domingo, dia 6 de fevereiro, com a presença de 7 mil assembleianos de todas as regiões do mundo reunidos em adoração a Deus. O preletor do culto inaugural foi o pastor George Wood, presidente do Concílio Geral das Assembleias de Deus nos Estados Unidos e do Comitê Mundial das Assembleias de Deus. Pastor Wood trouxe uma mensagem de ânimo aos presentes baseada no tema do evento – “Avante! No favor de Deus”. O objetivo do Congresso é manter e celebrar a fraternidade mundial da denominação e estabelecer alvos conjuntos para os próximos anos. Todos os dias, o almoço e demais refeições foram servidos na igreja para todos os milhares de participantes. E no final de todas as tardes, os participantes tiveram oportunidades para experiências culturais na Índia. De 7 a 9, a programação foi marcada por ministrações inspiradas tanto pela manhã quanto à tarde e à noite. Os preletores deste ano foram os pastores George Wood (EUA); Prince Guneratnam, da Malásia; David Mohan, Índia; John Bueno (EUA); Joel Freire da Costa, líder da Convenção Fraternal das Assembleias de Deus Brasileiras nos EUA (Confradeb-EUA); Lazarus Chakwera, do Malawi; Alton Garrison (EUA); Brad Walz (EUA); Chadwick Samuel Mohan, da Índia; Ivan Satyavrata, da Índia; Nam Soo Kim (EUA); P.S. Rajamoni, da Índia; Hector A. Hunter, de Cuba; e Reynaldo Aguilar Calusay, das Filipinas. Mais informações na edição de março do jornal “Mensageiro da Paz”.

Divisão entre presbiterianos nos EUA


Ao que parece, a PCUSA (Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos) está no processo de sofrer uma grande divisão. Um grande número de pastores e igrejas que durante 35 anos ficaram no lado contrário da tentativa de aprovarem pastores gays e pastoras lésbicas, casamento gay e outros pontos da agenda liberal, estão liderando uma saída em massa da denominação. Argumentam que não suportam mais esta discussão, ao presenciarem durante estas décadas a PCUSA minguar, perdendo membros aos milhares a cada ano.

A convocação para uma reunião dos evangélicos que ainda restam dentro da PCUSA foi feita no dia 02 de fevereiro.

A reunião está marcada para os dias 25-27 de agosto de 2011, em Mineápolis. Na pauta está incluída a viabilidade da criação de uma nova igreja presbiteriana que adote o que eles chamam de “Um núcleo teológico claro e conciso ao qual iremos subscrever, dentro da clássica tradição Reformada, bíblica e evangélica, e um compromisso de viver de acordo com essas crenças, independentemente de pressões culturais”.

Fonte: O Tempora, O Mores

Faecad terá pós-graduação em Ciências da Religião

A Faculdade Evangélica de Tecnologia, Ciências e Biotecnologia da CGADB (Faecad) lança em abril o programa de pós-graduação em Ciências da Religião, área do conhecimento que investiga de forma sistemática, baseada em estrutura multidisciplinar, os aspectos do fenômeno religioso através de ciências, como Filosofia, Antropologia, História, Psicologia e Teologia. O curso terá duração de 18 meses (360h.).

O objetivo do curso superior de aperfeiçoamento é atender profissionais da educação, da teologia (com diploma reconhecido pelo MEC) e demais graduados de quaisquer áreas ou graduandos que cursem o último ano de formação (ou o último semestre do curso de integralização em Teologia), em regime especial. Após a conclusão, os alunos recebem o Título de Especialista em Ciências da Religião.

A coordenadora do lato sensu em Ciências da Religião é a professora Lília Dias Marianno, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo e Mestre em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. O conteúdo programático será lecionado pelos professores doutores em Teologia - Antonio Carlos Ribeiro, Nelson Célio e Levy da Costa Bastos; pelos professores mestres em Ciências da Religião - Lília Dias Mariano, Fábio Py Almeida e Cléber Diniz Torres. Todos os professores do programa são pesquisadores do campo das Ciências da Religião com títulos de Mestre ou Doutor reconhecidos pelo MEC.

As disciplinas abordadas no curso serão Epistemologia e Metodologia da Pesquisa Científica, Introdução às Ciências da Religião, Fenomenologia da Religião, História das Religiões, Filosofia da Religião, Sociologia da Religião, Antropologia da Religião, Psicologia da Religião, Geografia das Religiões, Prática em Pesquisa de Campo, Mito, Rito e Símbolo no Texto Sagrado, Coexistência Religiosa, Fundamentos/Habilitação Ensino Religioso (eletiva), Orientação de Monografia e TCC.

Serviço:
Valores, dias e horários: A taxa de inscrição promocional é de 50,00 e a mensalidade 300,00. As aulas serão ministradas às segundas-feiras e quartas-feiras das 18h30 às 22h.

A FAECAD está localizada na Avenida Vicente de Carvalho, 1083, Vila da Penha - Rio de Janeiro – RJ. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (21)3015-1000, ou pelo e-mail secretaria@faecad.com.br


Por Lucas Ricardo / Redação CPADNews

Fonte: Faecad

PLC 122 SERÁ DESARQUIVADO


Deve ser lido em Plenário nesta terça-feira (8) o requerimento de desarquivamento do PLC 122/2006, que torna crime a discriminação de homossexuais, idosos e deficientes. O PLC, popularmente conhecido como o projeto que criminaliza a homofobia, deixará o arquivo devido a requerimento protocolado nesta segunda-feira (7) pela senadora Marta Suplicy (PT-SP).

Marta conseguiu as 27 assinaturas de senadores necessárias para garantir o desarquivamento da proposta e a matéria já se encontra na Secretaria Geral da Mesa, pronta para ser lida em Plenário. Após a leitura, o projeto retoma a tramitação.
Caso aprovado no Senado - onde terá que ser votado ainda nas comissões de Direitos Humanos (CDH); de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e no Plenário - o projeto terá que ser analisado novamente pela Câmara dos Deputados, uma vez que modificações à proposta foram incluídas em novembro de 2009, quando foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). HomofobiaO projeto é de autoria da então deputada federal Iara Bernardi e foi aprovado na Câmara em dezembro de 2006. A proposta altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, que tipifica "os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional".A proposta de Iara Bernardi inclui entre esses crimes o de discriminação por gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero. Apesar de punir a discriminação por qualquer tipo de orientação sexual - heterossexual, homossexual ou bissexual - e também a discriminação por sexo (por ser homem ou mulher), entre outras formas de preconceito, o projeto ficou popularmente conhecido por criminalizar a homofobia.
Fonte: Silvia Gomide / Agência Senado

A ostra e a perola

Voz da Verdade - Escudo