Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

O texto bíblico é a passagem bíblica que serve de base para o sermão.



O texto

bíblico é a passagem bíblica que serve de base para o sermão.

Esse texto deverá fornecer a idéia ou verdade central do sermão. Nunca se deve tomar um texto somente por pretexto, e logo se esquecer dele.



Segundo Jerry Stanley Key, existem algumas vantagens no uso de um texto bíblico:



1 - O texto dá ao sermão a autoridade da palavra de Deus.

2 - O texto constitui a base e alma do sermão;

3 - Através da pregação por texto o pregador ensina a palavra de Deus;

4 - O uso do texto ajuda os ouvintes a reter a idéia principal do sermão;

5 - O texto limita e unifica o sermão;

6 - Permite uma maior variedade nas mensagens;

7 - O texto é um meio para a atuação do Espírito Santo.




EXEGESE



Exegese é o trabalho de exposição de um texto bíblico.



DEZ PASSOS PARA UMA BOA EXEGESE



1 - Leia o texto em voz alta, comparando com versões diferentes para maior compreensão.

2 - Reproduza o texto com suas próprias palavras. (Fale sozinho)

3 - Observe o texto imediato e remoto.

4 - Verifique a linguagem do texto ( história, milagre, ensino, parábola, profecia, etc.)

5 - Pesquise o significado exato das principais palavras;

6 - Faça anotações;

7 - Pesquise o contexto ( época, país, costumes, tradição, etc.)

8 - Pergunte sempre onde? Quem? O que? Por que?

9 - Organize o texto em seções principal e secundárias;

10 - Resuma com a seguinte frase: “O assunto mais importante deste texto é...”


TEMA



O tema do sermão contém a idéia principal e o objetivo da mensagem. Deve ser estimulante e despertar o interesse, a curiosidade e a atenção do ouvinte. Deve ser claro, simples e preciso bem como, oportuno e obedecer o texto.

Para se desenvolver um bom tema o pregador precisa Ter criatividade, hábito de leitura, visão global do sermão e ser sintético.



TIPOS DE TEMAS:



Interrogativo: Uma pergunta, que deve ser respondida no sermão.

Ex.: Onde estás? Que farei de Jesus? Tenho uma arma o que fazer com ela?



Lógico: Explicativo.

Ex.: O que o homem semear, ceifará; Quem encontra Jesus volta por outro caminho.



Imperativos: Mandamento, uma ordem; Caracteriza-se pelo verbo no modo imperativo.

Ex.: Enchei-vos do espírito; Não seja incrédulo; Não adores a um Deus morto.



Enfáticos; Realçar um aspecto específico;

Ex.: Só Jesus salva; Dois tipos de cristãos;



Geral: Abrangente, aborda um assunto de forma geral sem especificá-lo.

Ex.: Amor; fé, esperança

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Sua participação dá solidez a esta proposta, no entanto preste atenção:

É EXPRESSAMENTE PROIBIDA A POSTAGEM DE COMENTÁRIOS DISCRIMINATÓRIOS, RACISTAS, QUE OFENDAM A IMAGEM OU A MORAL OU DESRESPEITEM A LEGISLAÇÃO EM VIGOR.

INFORMAMOS QUE O IP DE TODOS AQUELES QUE NÃO RESPEITAREM AS REGRAS DESTE BLOG, ESTÃO DISPONÍVEIS ATRAVÉS DOS SITES DE ESTATÍSTICAS, E SERÃO FORNECIDOS À JUSTIÇA, CASO SEJAM REQUISITADOS POR AUTORIDADE LEGAL.
M. Rocha