Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

A nova "onda" da balada gospel



Está virando moda em festas de 15 anos (pelo menos aqui em Pernambuco), a realização de baladas gospels, onde jovens cristão após a cerimônia religiosa se reúnem num espaço reservado para se "divertirem" ao som de músicas mundanas (e até evangélicas).

O interessante é que alguns sustentam tal prática, pelo fato de "Míriam ter dançado":


"19 Os israelitas atravessaram o mar em terra seca. Porém, quando os carros de guerra dos egípcios, com os seus cavalos e cavaleiros, entraram no mar, o SENHOR Deus fez com que as águas voltassem e os cobrissem.

20 A profetisa Míriam, que era irmã de Arão, pegou um pandeiro, e todas as mulheres a acompanharam, tocando pandeiro e dançando." (Êx 15.19-20, NTLH)

Os que tentam se fundamentar no texto acima, parecem que não leram Êx 32.19-22, onde a dança aparece num outro contexto:

"19 Quando Moisés chegou perto do acampamento, viu o bezerro de ouro e o povo, que estava dançando, e ficou furioso. Ali, ao pé do monte, ele jogou no chão as placas de pedra que estava carregando e quebrou-as.

20 Então pegou o bezerro de ouro que eles haviam feito, queimou-o no fogo e o moeu até virar pó e espalhou o pó na água. Em seguida mandou que o povo de Israel bebesse daquela água.

21 E Moisés disse a Arão: —O que é que esta gente lhe fez, para que você a levasse a cometer esse pecado tão horrível?

22 Arão respondeu: —Não fique com raiva de mim. Você sabe como este povo está sempre pronto para fazer o mal."
Percebam que a dança está presente nos dois episódios, só que no segundo ela foi reprovada, e por várias razões:

1. O propósito inicial não era a glória de Deus:

"[...] faça para nós deuses que vão à nossa frente;" (v.1)

2. A celebração continha elementos da idolatria (no caso o bezerro):

"derramou o ouro dentro de um molde e fez um bezerro de ouro." (v. 4)

3. A dança acabou atraindo, e estava associada a outros elementos:

"Depois o povo sentou-se para comer e beber e se levantou para se divertir" (v. 6). Na nota de rodapé da Bíblia de Estudo Almeida sobre este versículo, lemos o seguinte:

"Em Gn 26.8; 39.17, o verbo hebraico aqui traduzido por divertir-se se refere a prática de caráter sexual. Este v. é citado em 1 Co 10.7 como um caso representativo da infidelidade e idolatria dos israelitas no deserto."

Embriaguez e sexo estavam, como ainda estão, associados às baladas modernas e mundanas, pois são manifestações da carne e para a carne, onde em nada glorificam a Deus.

4. O Senhor chamou a atitude do povo de "corrupção" e "rejeição a Ele":

"Então o SENHOR Deus disse a Moisés: —Desça depressa porque o seu povo, o povo que você tirou do Egito, pecou e me rejeitou." (v. 7, NTLH)

"Então, disse o SENHOR a Moisés: Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste sair do Egito, se corrompeu." (v. 7, ARA)

5. O Senhor se indignou contra a atitude do povo:

"9 Eu conheço este povo e sei que é muito teimoso. 10 Agora não tente me impedir, pois vou descarregar a minha ira sobre esta gente e vou acabar com eles.[...]".

6. Moisés, diante dos fatos, tomou uma atitude radical:

"Então pegou o bezerro de ouro que eles haviam feito, queimou-o no fogo e o moeu até virar pó e espalhou o pó na água. Em seguida mandou que o povo de Israel bebesse daquela água." (v. 20, NTLH)

Diante do que estamos vendo no meio da nossa juventude, qual tem sido o nosso posicionamento como líderes, uma vez que fomos investidos por Deus com autoridade para "queimar" e "reduzir bezerros de ouro a pó"?

O interessante é que Moisés lidou com a questão de maneira imparcial. Todos que erraram foram tratados da mesma forma, independente de laços de amizade, familiares ou de condições sociais e financeiras.

7. Diante de uma situação ridícula, geralmente se escutam justificativas ridículas dos líderes (Êx 32.33-34, NTLH):

"22 Arão respondeu: —Não fique com raiva de mim. Você sabe como este povo está sempre pronto para fazer o mal.

23 Eles me disseram: “Não sabemos o que aconteceu com Moisés, aquele homem que nos tirou do Egito. Portanto, faça para nós deuses que sejam os nossos líderes.”

24 Aí eu mandei que quem tivesse enfeites de ouro os tirasse e me desse. Joguei aqueles enfeites no fogo, e saiu este bezerro!"

As justificativas ridículas de Arão foram:

- Transferir a responsabilidade para a pressão do povo (v. 22 e 23)

- Afirmar que o bezerro formou-se quase que sozinho (24), onde o v. 4 no diz que "Este, recebendo das suas mãos, trabalhou o ouro com buril e fez dele um bezerro fundido.", tentando dessa forma atenuar a sua responsabilidade.

Como se percebe, tentar sustentar uma prática (no caso aqui a dança na balada gospel) num texto isolado é um artifício perigoso.

Em termos práticos e atuais, afirmar que a balada gospel é uma "simples diversão", além de simplismo, ingenuidade e até maldade, levanta ainda as seguintes questões:

1. Na balada gospel, além das músicas eletrônicas e agitadas, pode-se dançar também músicas românticas?

2. Se a balada gospel é simples diversão, o funk gospel, o pagode gospel, o forró gospel, e outras "paradas" gospels não seriam também? Se legitimarmos e tolerarmos um, não teríamos que legitimar ou tolerar os outros?

Penso que se essa "nova onda" não for tratada logo, trará grandes prejuízos e fará enormes estragos no meio cristão evangélico.

Que o Senhor nos ajude!
"Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus. " (1 Co 10.31, NTLH)

Pr. Altair GermanoTeólogo, pedagogo, escritor, Relator do Conselho de Doutrina da União de Ministros das Assembleias de Deus no Nordeste (UMADENE), Coordenador Pedagógico e Professor da Faculdade Teológica da Assembleia de Deus em Abreu e Lima-PE (http://www.altairgermano.net/)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Sua participação dá solidez a esta proposta, no entanto preste atenção:

É EXPRESSAMENTE PROIBIDA A POSTAGEM DE COMENTÁRIOS DISCRIMINATÓRIOS, RACISTAS, QUE OFENDAM A IMAGEM OU A MORAL OU DESRESPEITEM A LEGISLAÇÃO EM VIGOR.

INFORMAMOS QUE O IP DE TODOS AQUELES QUE NÃO RESPEITAREM AS REGRAS DESTE BLOG, ESTÃO DISPONÍVEIS ATRAVÉS DOS SITES DE ESTATÍSTICAS, E SERÃO FORNECIDOS À JUSTIÇA, CASO SEJAM REQUISITADOS POR AUTORIDADE LEGAL.
M. Rocha