Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

Haiti paga por ter feito pacto com o diabo?


O cônsul-geral do Haiti em São Paulo, George Antoine, segundos antes de iniciar a gravação de uma entrevista para o SBT na quinta-feira, 14, soltou algumas frases infelizes em relação ao terremoto que devastou o país mais pobre da América Central. O cônsul tem mais de 100 parentes no Haiti.

Com microfone de lapela e aparentemente sem saber que o áudio já estava sendo gravado, Antoine virou-se para um funcionário da representação diplomática e disse: “A desgraça de lá tá sendo uma boa para a gente aqui ficar conhecido (…) Aquele povo africano acho que de tanto mexer com macumba, não sei o que á aquilo (…) O africano em si tem maldição. Todo lugar em que tem africano tá f…”

Após saber que o microfone de lapela estava ligado, o cônsul, já durante a entrevista, segurou um terço nas mãos, e disse estar abalado com o que ocorreu no Haiti. “Esse terço nós usamos pois nos dá uma energia positiva que acalma a pessoa. Como eu estou muito tenso e deprimido com o negócio do Haiti, a gente fica mexendo com vários para se acalmar”.

Fonte: Estadão / Gospel+

O evangélico americano Pat Robertson, que anima um programa de TV, lançou uma polêmica nos Estados Unidos ao explicar que o terremoto que arrasou Porto Príncipe seria a consequência de um “pacto com o Diabo” selado pelos haitianos há dois séculos para se livrar dos franceses.

A controvérsia obrigou a Casa Branca a intervir, qualificando as declarações de “profundamente estúpidas”.

Falando em seu programa de TV, o evangélico, candidato às primárias republicanas para a eleição presidencial de 1988, lembrou que os haitianos “eram dominados pelos franceses”.

“Eles se reuniram e selaram um pacto com o Diabo. Disseram a ele: ’serviremos a você se nos livrar dos franceses’. A história é verdadeira. E o Diabo respondeu: ‘está certo’”, relatou Pat Robertson, 80 anos.

“Desde então, eles são vítimas de uma série de maldições”, afirmou o evangélico, comparando a situação no Haiti com a do país vizinho, a República Dominicana, relativamente próspera.

Questionado sobre estas declarações, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, declarou-se “surpreso” de que “nestas horas de inimaginável sofrimento humano, alguém tenha a coragem de proferir coisas tão profundamente estúpidas”.

Poucas horas antes, o presidente Barack Obama prometeu que os Estados Unidos não abandonarão o Haiti, e anunciou uma ajuda de emergência de 100 milhões de dólares e o envio de milhares de soldados e socorristas para ajudar as vítimas do terremoto de terça-feira.

Sob dominação espanhola até 1697, e depois francesa, o Haiti se tornou em 1804 a primeira república negra independente depois da derrota do corpo expedicionário de Napoleão Bonaparte, que queria restabelecer no país a escravidão abolida pela Revolução Francesa.

Pat Robertson, derrotado por George Bush nas primárias republicanas para a eleição presidencial de 1988, já fez várias declarações polêmicas. Em 2006, ele explicou que o AVC sofrido por Ariel Sharon foi uma punição divina infligida ao ex-primeiro-ministro israelense por sua retirada da Faixa de Gaza.

Fonte: AFP / Gospel+