Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

Geral : Ossétia do Sul – A origem, o que temos haver com eles?

Quando vemos os meios de comunicações divulgarem os conflitos da Geórgia, não compreendemos por que micro-nações guerreiam tanto, de fato, o Velho Mundo possui muitas nacionalidades que estão anexadas em territórios, recentemente vimos à Iugoslávia (Pouco maior que o estado do Pernambuco) se fragmentar em sete países: Bósnia-Herzegovina, Croácia, Eslovênia, Kosovo, Macedônia, Montenegro, Sérvia. Nos finais da guerra fria, a União Soviética se desfragmentou em quinze nações: Armênia, Azerbaijão, Bielo-Russia, Cazaquistão, Estônia, Geórgia, Letônia, Lituânia, Moldávia, Quirquistão, Rússia, Tadjiquistão, Turcomenistão, Ucrânia, Usbequistão. Além desses fatos citados, há muitos outros que poderíamos citar. Porém a desintegração da União Soviética não resolveu o problema num todo, por que dentro desses territórios existem minorias, inclusive a Moldávia que se configura como o menor território independente da ex-União Soviética, possui duas regiões autônomas, cujos habitantes se negam a aceitar como moldavos, além dos conflitos com a vizinha Romênia, que reivindica a anexação deste território.

A Republica da Geórgia é menor que o estado brasileiro de Santa Catarina, porém neste pequeno país existem duas regiões separatistas, Abecásia e a Ossétia do Sul, além disso, possui a região autônoma de Ajária. A Abecásia é o segundo maior território (atrás apenas da província de Kakheti), declarou sua independência em 23 de julho de 1992, porém é considerada internacionalmente como parte da Geórgia, embora o governo de Tbilisi não exerça o controle da região, que possui metade da fronteira com o mar Negro georgino. Já a Ossétia do Sul não equivale a nenhum território ou província georgino, o antigo território da Ossétia fora dividido em dois quando foi anexado pela União soviética, quando a Geórgia se desintegrou ocupou também a parte sul da antiga Ossétia, agora dividida em Ossétia do Norte (na Rússia) e Ossétia do Sul (na Geórgia). Porém ao se apossar do território osseta, os georgianos dividiram-no pela maior parte na província de Shida Kartli, e uma pequenina parte para a provincia de Rancha-Lechkhumi e Knemo Svaneti, e a menor para Imereti. Porém quando a Geórgia proclamou a independência da União Soviética em 9 de Abril de 1991, a Ossétia do Sul proclamara em 28 de Novembro daquele mesmo ano, embora não teria sido reconhecido por nenhum país até o presente momento.

Afinal, do conflito no Cáucaso sabemos, mas quem são os ossetas? E o que desejam? Anseiam separarem-se da Geórgia e se constituir uma nação independente.

Os ossetas são remanescentes dos alanos e falam uma única língua: osseta. Diante dessa circunstância forço-me a origem dos alanos. Do ponto de vista bíblico, as nações se originaram da confusão em torno de Babel, Dalí veio à confusão das línguas e a dispersão dos povos, ao longo, e, diga-se de passagem, na maior parte da história mundial os povos da América, sul da África e da Oceania estiveram desconectados, é somente na história recente que houve a integração dos povos. As extensas maiorias dos estudos acerca da origem da diversidade dos povos e da diversidade de idiomas apontam para o surgimento de uma civilização original, uma língua original, que teria surgido possivelmente nas regiões do Cáucaso, exatamente onde se encontra Geórgia, Armênia e Azerbaijão, e obviamente a Ossétia do Sul. O Cáucaso situa-se pouco ao norte da Babilônia, numa região bastante extratégica, por isso estas três nações independentes são parte de um grupo transcontinental, ora pertencendo a Europa, ora pertencendo a Ásia. Mas, se observarmos de um mapa, o Cáucaso favorece a migração dos povos, tanto para a Europa, África e Ásia e daí para a América e Oceania.

Os alanos surgiram ao nordeste do Cáucaso, entre o Rio Don que deságua no mar de Azov ligado ao Mar Negro pelo estreito de Kerch, e entre o Mar Cáspio, e de lá migraram para toda Europa. Em 306 os hunos destruíram seu território e os obrigaram a atravessar a Europa até chegarem a Península Ibérica e junto com os suevos e vândalos ocuparam a Hispânia. Os alanos que permaneceram no nordeste do Cáucaso passaram a se designar Tártaros e ocupam principalmente a República Autônoma da Tartária pertencente a Rússia, em 21 de Março de 1992 os tártaros aprovaram sua soberania no voto, embora não anseiam separar-se dos russos. Os alanos que foram para a Península Ibérica fundaram a Lusitânia, em Pax Julia, hoje, cidade portuguesa de Beja, mas em 418 os alanos foram forçados a migrarem para o norte da África e lá fundaram o Reino dos Vândalos e dos Alanos até quando foram anexados pelo Império Bizantino.

Durante o século VIII, a Alânia formou-se um reinado, mas com a derrota para os bizâncios acabaram se aliando com vários governantes bizantinos e georgianos, mas as freqüentes invasões mongóis forçaram alguns alanos a migrarem para o sul do Cáucaso, estes adquiriram a designação de ossetas. Ali mesclaram com grupos nativos e formaram três identidades territoriais diferentes. Os ossetas atuais estão divididos entre a Rússia e a Geórgia (Ossétia do Norte e Ossétia do Sul), uma minoria osseta está na Chechênia, que também tem sido alvo de ataques separatistas, não por parte do grupo osseta, mas pelos chechenos, outro grupo distinto. A língua osseta descende do iraniano, o que distingue que os alanos descendem dos sármatas, do qual já falaremos.

O osseta moderno está dividido em dois dialetos: o digor falado na parte ocidental da Ossétia do Norte, e o iron falado no restante da Ossétia, os ossetas foram cristianizados pelos bizantinos e posteriormente pertenceram ao islã pela influencia dos cabardianos (uma tribo circassiana oriental), uma forte re-cristianização foi iniciado quando os ossetas aceitaram a soberania russa, a partir de 1802.~

Como falamos anteriormente, os alanos se dividiram em muitos povos, dentre eles os ossetas, mas os alanos também descendiam de um povo, os sármatas, cuja língua iraniana progenitora do osseta. De acordo com Heródoto os sármatas descendem de um bando de jovens citas e de um grupo de amazonas, Hipócrates classificou-os como citas. No século III a.C. devido as invasões hunas e góticas os sármatas (ou citas) foram expulsos de seu território no sul da atual Ucrânia. Os sármatas foram divididos em duas tribos: Taiphali e Alanos.

Os sármatas também foram mencionados na Bíblia, no capítulo 38 do livro de Ezequiel, representada pelo nome hebraico de Magogue, o historiador Flávio Josefo disse posteriormente que os magoguitas eram chamados de citas pelos gregos. Nesse caso, deve-se lembrar que Citas e Sármatas são a mesma coisa, e que Alanos são descendentes de Citas, e Ossetas descendentes de Alanos. Como percebemos os magoguitas se espalharam por toda Eurásia, e se estenderam até o norte da África.

Para compreendermos a luz da evolução bíblica a origem dos ossetas, Magoque que seria o pai dos citas (magoguitas) era o segundo filho de Jafé, que era filho de Noé. Os filhos de Jafé eram Gomer, Magogue, Madai, Java, Tubal, Meseque e Tiras. De acordo com Flávio Josefo os gregos descendiam de Java, eis a razão por que os Hebreus os denominavam de Jônios. Há quem defenda que os descendentes de Jafé migraram para Europa, os descendentes de Cam para o Norte de África e os judeus e árabes seriam os descendentes de árabes, ficando os povos do América, Oceania, Sul da África e oriente da Ásia na obscuridade.

De fato, a Bíblia narra o surgimento de uma civilização a partir de Magogue, tal como os hebreus descendem de Abraão, ou de Eber, que dá nome aos Hebreus. (eis a descendência dos hebreus até o nascimento de Abraão: Noé, Sem, Arfaxade, Selá, Eber, Pelegue, Réu, Serugue, Naor, Terá, Abraão), do dilúvio ao nascimento de Abraão teria um percurso de cerca de 400 anos, o que indica que embora Jafé tenha sido o caçulo de Noé e que Magogue seja o segundo filho de Jafé, implica, porém que os magoguitas surgiram antes dos israelitas.

Vale ressaltar que os ossetas não são os únicos descendentes dos magoguitas, assim como os árabes acabariam descendendo de Abraão. Os magoguitas, porém se espalharam por toda Europa e conforme vimos chegaram a fundar reinos distantes, e agora ficaria uma pergunta, o que nós brasileiros temos haver com os magoguitas? Embora este não seja um estudo aprofundado, todavia, torna-se um instrumento de pesquisa para quem quer que interesse, vale lembrar que os lusitanos descendem dos alanos, assim como os ossetas. Posteriormente as influencias romanas, fariam da Lusitânia uma nação latina, os portugueses são, portanto, sem via de dúvidas, descendentes de Magogue, e como colonizadores do Brasil, somos, portanto parte desta descendência, ainda que pela diversidade de nacionalidades constituidoras do povo brasileiro, e que obviamente descendemos de todos os progenitores bíblicos da raça humana, mas teremos ligado a nossa história, a nossa constituição, magoguinos cristianizados. Já recebemos a descendência quando Portugal havia sofrido esta transformação.

Olhamos, porém, mais uma vez para a questão osseta, é um povo em busca de autonomia, os georgianos são um povo que conquistaram esta autonomia no inicio da década passada, mas o conflito entre estes povos perduram desde os primórdios. Desde que os ossetas, se viram obrigados a migrarem para o sul do Cáucaso por causa das invasões mongóis. O certo que no Cáucaso há uma várias identidades nacionais distintas, e que a separação ocorrida durante a derrocada da União Soviética, suprimiu os interesses de minorias e elevou o interesse de povos maiores, particularmente sou a favor da causa osseta, afinal, são um povo, possuem identidade própria, língua própria e estão num território onde são maioria, enquanto o governo georgiano tenta reprimir o interesse osseta, desde o instante que além de não reconhecer a independência terá aniquilado a Ossétia do Sul e criado províncias dividindo o território. A Ossétia do Norte não procurou a independência por que se encontram ‘amistosamente’ anexado a Rússia, onde continuam noslimites da República Autônoma da Ossétia do Norte-Alânia. Já os ossetas do sul, que inicialmente com ajuda da Rússia impuseram aos georgianos um cessar-fogo, e que assim permitiram criar uma espécie de estado independente que não é reconhecido por ninguém.

O que está em jogo no Cáucaso? As imensas reservas gasíferas e petrolíferas do mar Cáspio aumentam a estratégia do Cáucaso no jogo entre Estados unidos e Rússia. O Azerbaijão é uma potencia emergente graças as suas riquezas de hidrocarbonetos e que junto com a Geórgia se aproximaram dos países ocidentais. O Azerbaijão é mulçumano e turcófono, tem extreitas relações com a Turquia, pilar desse tipo de contato para a Aliança Atlântica. Os russos denunciam o que denominam de “cerco” a Moscou, contra ataca movendo-se conta a Geórgia e o Azerbaijão, apoiando o Azerbaijão no conflito Nagorno-Karabkh, a Republica independente dentro do Azerbaijão desde 1994. Este enclave armênio dentro do Azerbaijão ainda permanece com o futuro incerto, e agora, diante da problemática das grandes nações, situa-se os ossetas, apoiados pelos russos para se constituírem nação independente, resta saber, se os georgianos, enfim, deixarem a rivalidade histórica e permitirem a independência da Ossétia do Sul, será a vez da Abecásia entrar para o conflito pelos interesses das potências mundiais
?


Weberson Fernandes Grizoste
«Licenciado em Letras inglesa e portuguesa pela Universidade do Estado de Mato Grosso e Mestrando em Poética e Hermenêutica pela Universidade de Coimbra»
webersongrizoste@hotmail.com

www.plenitudenet.com

Alerta aos Cristão A mordaça do Governo Mundial no Evangelho Bíblico

                                                              


Já algum tempo muitos cristãos andam prerplexo quanto a falta de informação de vários líderes evangélicos quanto a Volta do Senhor Jesus Cristo e a tudo que está acontecento no mundo para a preparação para a chegada do Anticristo. Há uma falsa pretenção de muitos que seremos arrebatados em meio a todo esse "conforto" ecumênico. Infelizmente não se prega mais sobre Mateus 24 e muito menos II Tessalonicenses 2

fonte: plenitudenet

Advogado mineiro constrói casa de ponta cabeça

  O advogado de Belo Horizonte Eduardo José Lima, em uma noite de insônia, teve uma idéia inusitada: resolveu que queria construir uma casa de cabeça pra baixo. Literalmente. "Primeiro tive a idéia de fazer um telhado invertido, e desse telhado surgiu a idéia da casa completa," explicou. 


Lima conta que fez a casa para um filho morar. "Mas ele está assustado, acha que não é adequado para uma residência. Se ele realmente não quiser, talvez ela vire um museu ou algo parecido que vou desenvolver".

Para quem passa na rua, a impressão é de que alguma coisa está errada. As varandas, luminárias, caixa de correio e de água, tudo está invertido. As bicicletas e as árvores que enfeitam a pequena calçada que contorna a casa estão penduradas no teto. Já o telhado de um dos pavimentos está enterrado no chão.

A estudante Vitória Liza, 10 anos, é vizinha da construção. "É uma casa muito bonita. É uma criatividade que quase ninguém tem, a gente fica abismado em ver uma bicicleta no teto, nunca vi coisa igual."

A amiga Amanda Gomes, 12 anos, também gostou da idéia. "Muito interessante, ele tem uma criatividade ótima, as duas casas ficaram muito bonitas. Tudo de cabeça para baixo é muito legal mesmo."

A casa ao contrário fica no bairro Ouro Preto, na região da Pampulha. E como está satisfeito com o resultado do trabalho, o advogado já está construindo outra, só que desta vez, não de cabeça para baixo, mas de lado.

"Já falaram que quem idealizou a casa é louco, que devia ter fumado muito, são as mais diversas expressões possiveis, mas muitos dão risadas de espanto e não de deboche," se diverte.

Lima diz que aceita todos os tipos de sugestões. "Se for boa eu acato. Só sei que queria fazer e consegui fazer. Deus me deu inspiração, força e disposição," afirma.

Por dentro, a residência ainda está sendo construída, por isso o advogado não autoriza a entrada de ninguém estranho, por enquanto.

O sistema de energia e água da casa é parecido com uma residência normal. Ele bolou um sistema de captação de água pluvial no telhado que fica embutido na parte superior. A água cai numa caixa que tem capacidade para 50 mil litros.

"A água está difícil, é um recurso escasso, nem tanto para nós, mas vai se tornar algum dia, e o aproveitamento da água de chuva foi a forma que encontrei para minimizar este problema e ajudar ao meio ambiente."

Redação Terra 

www.plenitudenet.com

Famoso Pastor Pentencostal é morto por toxicodependente

pastor Pentencostal Francisco Cruz Velázquez, dedicou sua vida servindo e resgatando, necessitados de reabilitação, dado-lhes alternativas para superar a dependência. Um dos muitos que ele ajudou, tirou sua vida, sufocando.

O pastor do movimento pentecostal La Roca, Francisco Cruz Velázquez, 74, foi encontrado morto na tarde de quinta-feira, 5 fevereiro, no porta malas do seu carro no setor rodoviário Asturianas #914, Humacao, nas margens de um rio, informou o diretor do Corpo Investigação Criminal (CIC), em Humacao, Juan Torres.

O falecido era irmão do Rev. Nicky Cruz, que ganhou fama por ser membro de gangue em Nova Iorque, e cuja vida foi transformada pelo Evangelho.

O septuagenário foi ontem dado como desaparecido por sua esposa, Maria Claudio Roque. Ela não soube mais dele desde ás 5h20, quando ele deixou a sua residência no bairro Collor Hoyo Frio, em Las Piedras. Ele foi acompanhado por um dos jovens que ajudou a reabilitar no La Roca Christian Center, que lhe pediu ajuda para o conduzir a um posto de gasolina, porque tinha acabado o combustível de seu veículo.

Ontem, por acaso, a polícia a localizou o veículo do reverendo estacionado ao lado de um rio.

Um cidadão incomodado com o indivíduo que tinha alegadamente raptado o reverendo, porque ele estava escalando a sua casa, estava indo em direção a Astúrias, para denunciaá-lo. No caminho, ele viu um um carro compacto fora da estrada, mas correu para esconder em um arbusto.

Quando policiais chegaram ao local encontraram sangue no carro e as chaves na fechadura da mala. Abriram e encontraram o corpo de Cruz Velázquez.

De acordo com a cena sugeriu o homem foi morto em outro lugar e depois levado para ser colocado na mala do carro, onde dois bandidos queriam queimar para apagar todas as provas do seu crime.

Torres revelou que ao lado do veículo foi recuperado, como prova um galão de gasolina. O corpo do pastor, que tinha um cinto amarrado em volta do pescoço, tinha hematomas em diversas partes do corpo e lacerações na parte inferior das costas.

“Ele morreu aparentemente por estrangulamento, pois tinha um cinto ao redor do pescoço”, disse Torres.

Os detetives identificaram Jomar Otero Rivera como o alegado suspeito dos fatos, que foi a última pessoa que foi vista com ele e, depois, na cena em que seu corpo foi localizado.

Este sujeito aparece fichado na polícia em 23 de setembro de 2008, sob a acusação de apropriação ilegal.

Ele tem como sinal uma tatuagem de uma lágrima no osso malar esquerdo.

Traduzido por: Notícias Cristãs
Fonte: Noticia Cristiana / Gospel+

www.plenitudenet.com

Régis Danese: conheça a história do cantor e compositor de “Faz Um Milagre em Mim”


 cantor Régis Danese rendeu-se a Deus. O mundo evangélico rendeu-se a Régis Danese. Igrejas grandes ou pequenas, radicais ou modernas, evangélicas ou católicas, todas se enchem da música “Faz um Milagre em Mim”, o sucesso nacional que desbancou o maior vendedor de CDs religiosos, o padre Fábio de Melo. O cantor já atingiu a marca de 1 milhão de cópias vendidas.

O ex-pagodeiro Régis Danese tem 35 anos e uma carreira profissional que beira os 30. Começou a cantar aos 5 anos de idade, aos 10 já tocava vários instrumentos. Passou por programas famosos de calouros, como Chacrinha e Barros de Alencar, cantou e tocou por cinco anos no conjunto Só Pra Contrariar e, na virada do milênio, entregou-se a Deus, largou tudo o que fazia e começou a louvar.

Não foi uma mudança fácil. “Tive muitas perdas financeiras, caminhonetes importadas, não conseguia gravar, fiz um CD gospel independente e nenhuma gravadora se interessava.”Mas Regis Danese já tinha entregado sua vida a Jesus e estava feliz com isso. “Deus me abriu as portas, eu e minha mulher nos batizamos e hoje até gravadoras multinacionais como a Sony BMG, a mesma que grava Madonna, me ligam e querem me contratar, isso tudo é em glória de Deus”, disse.

Natural de Passos (MG), o cantor integrou a dupla sertaneja Regis & Raí, com a qual lançou um disco em 1989 pela gravadora BMG Ariola.

Mais tarde, em 1991, ele foi convidado por Alexandre Pires para participar do grupo Só Pra Contrariar. Durante cinco anos, ele destacou-se com suas composições de grande sucesso lançadas pelo grupo, como “Te Amar Sem Medo”, “O Samba Não Tem Fronteiras” e “Amor Verdadeiro”.

Danese compôs também muitos sucessos para outros cantores, como Daniel, Leandro & Leonardo, Gian & Giovani, Cristian & Ralf, Belo, Vavá, Elimar Santos e Alcione.

Conversão
No ano 2000, por meio de um colega do grupo Só Pra Contrariar, Régis Danese ouviu a palavra de Deus, convertendo-se ao evangelho. “Ele ficou durante anos no grupo e sempre manteve uma postura diferente da nossa, sem se envolver em nossos erros, mostrando seu caráter de homem de Deus. Certo dia, quando eu passava por um grave problema no meu casamento, ele me falou de Jesus, eu acreditei e recebi aquela palavra”, disse o cantor sobre o colega.

A recompensa financeira começa a chegar e o cantor Régis Danese diz que não está preocupado com dinheiro. “Quando a gente se entrega nas mãos de Deus, tudo dá certo.”

O casamento, que estava para acabar em 2000, quando Régis ainda não havia se convertido, foi recuperado e a família unida espera para abril o nascimento de Brenda, “mais uma bênção”.

Os três anos que passou tentando divulgar seu novo trabalho foram de provação. Segundo o cantor, “Deus faz isso para que a gente possa perseverar e para que tudo seja em glória de Deus”.

Seu primeiro CD, “O meu Deus é Forte”, foi lançado em 2004, de forma independente e começou a fazer sucesso sendo indicado no ano seguinte para o troféu Talento nas categorias Melhor Álbum Independente e Cantor Revelação, fazendo com que a gravadora Line Records se interessasse e viesse a distribuir o CD.

Seu segundo trabalho foi o CD “O Melhor Que Eu Tenho”, com 11 faixas e produção de Wagner Carvalho. Como prova de seu amadurecimento na música gospel, Régis Danese inovou e passou a apresentar adoração e louvor com pinceladas de pop rock e, ainda, as participações de sua esposa, Kelly Danese, e de seu filho.

Currículo
Quando começou a procurar gravadora para seu primeiro CD gospel, Regis Danese achou que fosse fácil apresentar um currículo de compositor de grandes sucessos de duplas nacionais conhecidas. “De repente percebi que ter sido músico do Só Pra Contrariar e ter composto tanta música conhecida não servia para me lançar no mercado de gospel”, afirma.

A provação continuou e ele perseverou. Agora que a música “Faz um Milagre em Mim” tornou-se a mais vendida, a mais cantada, ele não tem dúvidas. “Deus muda as coisas conforme sua vontade”.

A música é um hino de um convertido que diz querer ser “como Zaqueu” para subir o mais alto que puder para chamar atenção do Senhor. “Largo tudo pra te seguir, entra na minha casa, entra na minha vida, mexe com minha estrutura, sara todas as feridas, me ensina a ter santidade”, diz a música.

Poucos dias antes do carnaval Régis Danese participou de um show em Salvador. Subiu ao palco a convite do cantor Belo e quando o amigo lhe avisou que ele participaria cantando “Faz um Milagre em Mim”, achou esquisito.

“Disse ao belo que não daria certo, que era quase carnaval e que ninguém ali sabia cantar a música, me surpreendi, o público cantou e eu fiquei emocionado, era Deus sendo louvado no meio do axé”, disse.

Fonte: Correio de Uberlândia / Gospel+
Via: Notícias Cristãs

WWW.PLENITUDENET.COM

Obama não realiza cerimônia em dia dedicado à oração e irrita Cristãos


utoridades religiosas nos EUA estão decepcionadas com o presidente americano Barack Obama, por ter feito do dia nacional dedicado à oração um assunto privado e não mais público, diferente dos presidentes anteriores.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online 
Durante anos, a Casa Branca de George W. Bush realizou um serviço ecumênico durante o dia da oração, instituído em 1952, pela presidência de Harry Truman, sendo observado na primeira quinta-feira do mês de maio.

Este ano, Obama apenas divulgou declarações para marcar o dia, como todos os presidentes anteriores. Mas, ao contrário de Bush, Obama, que também é cristão, fez sua oração em particular, sem organizar qualquer cerimônia pública na Casa Branca.

“Estamos decepcionados com a falta de participação da parte do governo Obama. Neste momento histórico para nosso país, teríamos esperado de nosso presidente que reconhecesse melhor a importância da prece”, comentou Shirley Dobson, presidente da “missão para o dia nacional da oração”, uma organização cristã conservadora que promove a iniciativa.

Obama também atraiu contra si o apresentador radiofônico Rush Limbaugh que o acusa de autoritarismo.

Fonte: Elnet / Gospel+ 

Mais uma vez surpreendidos pelo poder de Deus

O grande evento internacional de missões dos Gideões Missionários da Última Hora aconteceu e surpreendeu a todos.

Tudo nos levava a crer que neste ano teríamos um grande desfalque em relação ao número de pessoas que deixariam suas cidades para estarem conosco. Tudo estava contra: a mídia, como nunca, divulgou todos esses meses que nossa região estava literalmente destruída pelas enchentes e que fortes chuvas estavam ainda castigando nosso litoral.

Foram vários meses de intensa divulgação na televisão e jornais. A situação financeira foi uma grande vilã na vida de todos nós brasileiros. E por incrível que pareça afetou milhares de pessoas que ficaram assustadas e temeram viajar para Camboriú.

Para piorar no dia 24 de abril chove forte e os noticiários falam de boca cheia que estava critica a situação dos catarinenses.

Mas no dia 25 de abril, sábado, noite em que seria realizada a cerimônia de entrega das chaves da cidade como acontece todos os anos, segundo o Cap. PM Alfredo Von Knoblauch em uma entrevista conosco, disse estar impactado pela estatística da PM de mais de 25.000 pessoas já estarem em Camboriú.

Isso, é claro, deixou a diretoria mais tranquila, inclusive ao ver que a partir do dia seguinte o sol apareceu e as nuvens negras e tormentas foram embora.

Como repórter e ligado 100% na população que chegava via que a cada dia aumentava o número de pessoas. Eu e minha equipe não cansávamos de responder e-mails dizendo que o tempo estava ajudando.

A cada dia que passava milhares de pessoas chegavam para estar conosco engrossando o número de fiéis colaboradores da obra missionária e missionários que chegavam de diferentes países do mundo.

Já na quinta-feira 30, abertura oficial no Ginásio Irineu Bornhausen, também segundo estatística da PM, havia um número não menor que 100.000 pessoas.

É claro que isso animou toda equipe GMUH, principalmente Pr. Cesino Bernardino e seu vice-presidente Pr. Reuel Bernardino.

Posso, então, dizer que mais um ano os Gideões Missionários da Última Hora venceram mais dezenas de desafios, crise, clima e tantas outras adversidades e realizou o maior evento missionário do Brasil e, provavelmente, do mundo, como comentou pastores de outros países como EUA, Canadá, Japão, Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai, Venezuela, Colômbia, além da Europa e tantos outros que marcaram presença no evento.

Mais uma vez Camboriú transforma-se em ponto de referência para os evangélicos de todas as denominações do Brasil, como mencionou uma missionária: “uma gigantesca igreja sem placas!”.

Do Oiapoque ao Chuí vieram brasileiros para participarem do grande evento missionário. Foram cadastrados mais de 2.500 pastores e cantores, e registrado na entrada da cidade centenas de ônibus e vans que chegavam de diferentes lugares do Brasil. Inúmeros táxis chegavam a cada instante dos aeroportos de Navegantes e Florianópolis.

As ruas da pequena e pacata cidade de Camboriú estavam tomadas por milhares de crentes mais uma vez, os quais voltariam para suas casas cheios do Espírito Santo de Deus, já que um renovo espiritual tomava conta de cada um. Era quase impossível transitar pelas ruas da cidade devido a tantas pessoas.

Pela primeira vez na história dos GMUH são realizados dois cultos ao mesmo tempo: um no ginásio de esportes e outro no grande pavilhão dos Gideões, nas dependências de sua sede nacional. As reuniões começavam tanto no pavilhão quanto no ginásio às 7h30min e, sem intervalos, terminavam às 23h30min aproximadamente. Em nenhum momento a platéia diminuía para assistir as reuniões. Foi um sucesso. Nosso presidente Pr. Cesino Bernardino, feliz, esboça sua alegria dizendo que foi um dos melhores eventos já realizados na cidade.

Em determinado momento da noite, quando eu saía de carro do ginásio para ir até o pavilhão, fiquei parado no trânsito mais de uma hora em um trajeto que demoraria, no máximo, quatro minutos, e naquele período conversei com policiais perguntando-lhes o que estavam achando do movimento; um deles, passando a mão na cabeça, disse que nunca vira tanto movimento de pessoas, ônibus, vans e carros em toda sua vida em uma cidade tão pequena, e relatou ainda que Camboriú é um verdadeiro milagre.

Em uma entrevista o governador em exercício Sr. Leonel Pavan relatou-nos que está comprovado que Camboriú é a capital dos crentes, a sede religiosa mais importante do Brasil e que o governo do estado está de mãos dadas com o Pr. Cesino Bernardino. Comentou, ainda, que Gideões Missionários, além de realizar essa gigantesca reunião, realiza também obras sociais, como atender e alimentar os desabrigados das enchentes que houve. Que mais uma vez demorou mais de uma hora para chegar ao ginásio mesmo estando em viaturas oficiais. “Isso é extraordinário”, completou.

Amados gideonitas e imprensa em geral: sem dúvida esse foi mais um grande evento missionário que abalou o Brasil. Agradecemos por terem vindo e deixamos aqui o convite para o 28º Encontro Internacional de Missões que acontecerá nos dias 24 de abril a 04 de maio de 2010.

Pr. Ivandro Morim

Pr. Ivandro Morim
Direção de Marketing e Imprensa

Se vc for inteligente responda

*Como se escreve zero em algarismos romanos???

* Por que os Flintstones comemoravam o Natal se eles viviam
numa época antes de Cristo??

* Por que os filmes de batalha espaciais tem explosões tão
barulhentas, se o som não se propaga no vácuo???

* Se depois do banho estamos limpos porque lavamos a
toalha???

* Como é que a gente sabe que a carne de chester é de chester
se nunca ninguém viu um chester??? (vc já viu um chester? )

* Por que quando aparece no computador a frase 'Teclado Não
Instalado', o fabricante pede p/ apertar qualquer tecla???

* Se os homens são todos iguais, por que as mulheres escolhem
tanto???

* Por que a palavra 'Grande' é menor do que a palavra
Pequeno'???

* Por que 'Separado' se escreve tudo junto e 'Tudo junto' se
escreve separado???

* Se o vinho é líquido, como pode existir vinho seco???

* Por que as luas dos outros planetas tem nome, mas a nossa é
chamada só de lua???

* Por que quando a gente liga p/ um número errado nunca da ocupado???

autor desconhecido.