Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

Nossos filhos III


 Todo bom lavrador sabe que o Senhor da à semente, mas é ele quem      prepara a terra para recebê-la, que o Senhor faz com que a semente  germine e brote, mas que o vigor e força da futura planta depende muito dos cuidados que ele necessita receber, sabe também este lavrador que um campo deixado ao abandono é inevitável que seja tomado e sufocado por espinhos e urtigas. Se compararmos nossos filhos a esta vinha e refletirmos sobre o assunto podemos ver nossas faltas em relação a eles. Deus espera um pouco mais de nós e nossos filhos também! Dar um sorriso de bom dia e desejar uma boa aula pra o seu filho não lhe custa nada! respeitá-lo, ter sempre na sua memória que ele é dotado de sentimentos igual a você portanto não gosta de ser ignorado, ser amigo e transmitir confiança pois ele precisa se sentir seguro com você, eles esperam ouvir de nós que nós os amamos e que são importantes em nossas vidas! Em fim aquilo que cultivarmos isso será nossa colheita.

Nossos filhos II



)


   ##mary

  

   É claro e evidente que temos o dever de orar por nossos filhos, porém cientes de que Deus fez de nós pais instrumentos para conduzir, moldar, proteger, e principalmente amar nossos filhos se formos omissos a isso onde ficará nossa oração? Deus vai fazer exatamente o que nós não podemos fazer, mas a parte que cabe a nós foi a tarefa que ele próprio nos confiou. Vemos que na vida de Jesus não foi diferente, os pais terrenos de Jesus foram advertidos de todos os perigos e instruídos a protegê-lo. Hoje podemos ver claramente os perigos eminentes que nossos filhos correm e muitas vezes estamos muito atarefados sobrecarregados de problemas que quase não sobra tempo pra voltar nossa atenção a esses acontecimentos, na maioria das vezes ao conversar com adolescentes e crianças suas queixas são deque seus pais nunca tem tempo pra eles ou não querem ouvi-los ou até mesmo não se sente amado ou pior ainda sente-se um peso na vida de seus pais. Encontramos na bíblia uma passagem que diz: Passei pelo campo do preguiçoso, e junto à vinha do homem falto de entendimento. Eis que toda estava cheia de cardos, e a sua superfície coberta de urtigas, e a sua parede de pedra estava derribada. Prov. Cap.24; 30,31.