Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

PODEMOS FAZER QUALQUER COISA SOBRE AS QUAIS A ESCRITURA SILENCIA!”



Alguns cristãos respondem a essa pergunta arrazoando que se a Palavra de Deus não trata ou proibi
alguma coisa especificamente, então ela é sem importância para Deus. Eles pensam que a Bíblia não trata do
assunto de como os cristãos deveriam se reunir para adorar e ministrar; e, portanto, é algo que poderia ser
deixado para o gosto e entendimento pessoal. Conseqüentemente, não vêem nada de errado com o estabelecer
coisas na cristandade que não estão na Bíblia.
Ora, essa suposição está simplesmente incorreta, primeiramente, porque a Bíblia trata do assunto
de como os cristãos devem se reunir para adorar e ministrar. A ordem tradicional do governo da igreja nas
denominações hoje não somente não está na Palavra de Deus, senão que a maioria delas contradiz a clara
afirmação na Palavra de Deus!
Em segundo lugar, não é um princípio racionalmente saudável arrazoar sobre o que não esta na
Bíblia para alcançar a mente de Deus sobre um assunto (2 Tm 1:7). A verdadeira razão de termos as Escrituras é
para que possamos saber Sua vontade (1 Co 2:12-13). Em essência, o que está sendo dito é que, “Podemos fazer
qualquer coisa que queiramos na adoração e ministração mesmo que não esteja mencionado na Bíblia!” Isso é
um absurdo. Nos lembramos do que um bem intencionada, mas confuso, irmão disse, “Existe muito mais nas
entrelinhas (da Escritura) do que nas linhas!” Perguntamos: “Esta é a forma de nos aproximarmos da mente de
Deus sobre um assunto?” Se aplicarmos esse princípio a outros assuntos que pertencem à doutrina e prática
cristã, então poderia não haver fim para aquilo que poderíamos faze-las significar. A verdade sobre um assunto
em particular seria perdida em pouco tempo! De fato, para um longo período, é o que justamente aconteceu com
o assunto de como os cristãos deveriam se reunir para adorar e ministrar. Isso nos faz lembrar dos dias dos
juizes quando “cada um fazia o que parecia bem aos seus olhos” (Jz 17:6, 21:25, Dt 12:8, Pv 21:2).
T.B.Baines disse: “Tanto Deus colocou uma ordem para a assembléia, como Ele a deixou para que
o homem assim fizesse. Se Ele colocou uma ordem, é claramente obrigatória sobre todos, e todo afastamento
daquela ordem é um ato de desobediência”. Se nós estamos honestamente buscando Sua vontade, o caminho
mais lógico seria voltar para a Palavra de Deus e começar do começo, dizendo assim, “Não faremos nada,
apenas o que está mencionado na Bíblia na nossa adoração e ministração”. Isto é o que buscaremos fazer
por; BRUCE ANSTEY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Sua participação dá solidez a esta proposta, no entanto preste atenção:

É EXPRESSAMENTE PROIBIDA A POSTAGEM DE COMENTÁRIOS DISCRIMINATÓRIOS, RACISTAS, QUE OFENDAM A IMAGEM OU A MORAL OU DESRESPEITEM A LEGISLAÇÃO EM VIGOR.

INFORMAMOS QUE O IP DE TODOS AQUELES QUE NÃO RESPEITAREM AS REGRAS DESTE BLOG, ESTÃO DISPONÍVEIS ATRAVÉS DOS SITES DE ESTATÍSTICAS, E SERÃO FORNECIDOS À JUSTIÇA, CASO SEJAM REQUISITADOS POR AUTORIDADE LEGAL.
M. Rocha