Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

ELEIÇÃO




“Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus, por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos
escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, para o que também
vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo” (II
Tessalonicenses 2:13,14).
Ainda que na Palavra sagrada não houvesse outro texto, além deste, penso que todos nós estaríamos na
obrigação de reconhecer e aceitar a veracidade daquela grande e gloriosa doutrina que declara que, desde o
principio, Deus escolheu a Sua própria família. Entretanto, parece haver na mente humana um arraigado
preconceito contra essa doutrina. Pois embora quase todas as demais doutrinas sejam recebidas pelos crentes
professos, algumas delas acolhidas com cautela e outras com deleite, contudo, no caso dessa doutrina, com
frequência verifica-se desconsideração e repúdio. Em muitos dos nossos púlpitos, muitos considerariam um
grave erro, uma traição mesmo, se alguém pregasse um sermão a respeito da eleição, porquanto eles não
poderiam extrair dali um discurso “prático”, conforme asseveram. Mas é exatamente quanto a esse particular
que penso que eles se desviaram da verdade.
Tudo quanto Deus nos tem revelado, tem-no feito com um propósito em mente. Nada existe nas Escrituras
que, sob a influência do Espírito de Deus, não possa ser transformado em um discurso prático, porquanto
“toda a Escritura” foi dada mediante inspiração divina, e é “proveitosa” para algum propósito espiritualmente
útil. É verdade que um tema desses não pode ser transformado em um sermão acerca do livre-arbítrio
humano — disso sabemos perfeitamente bem —embora possa ser utilizado como base de um prático discurso
sobre a graça gratuita de Deus. E a prática do ensino da graça gratuita é o melhor procedimento possível,
quando as autênticas doutrinas a respeito do imutável amor de Deus passam a exercer a sua influência sobre
os corações dos santos e dos pecadores.
( Charles H. Spurgeon)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Sua participação dá solidez a esta proposta, no entanto preste atenção:

É EXPRESSAMENTE PROIBIDA A POSTAGEM DE COMENTÁRIOS DISCRIMINATÓRIOS, RACISTAS, QUE OFENDAM A IMAGEM OU A MORAL OU DESRESPEITEM A LEGISLAÇÃO EM VIGOR.

INFORMAMOS QUE O IP DE TODOS AQUELES QUE NÃO RESPEITAREM AS REGRAS DESTE BLOG, ESTÃO DISPONÍVEIS ATRAVÉS DOS SITES DE ESTATÍSTICAS, E SERÃO FORNECIDOS À JUSTIÇA, CASO SEJAM REQUISITADOS POR AUTORIDADE LEGAL.
M. Rocha