Páginas

"Durma com ideias, acorde com atitude!"

Abuso da doutrina da graça que leva a uma vida religiosa pecaminosa, indolente e frouxa.



Se vocês tivessem oportunidade de ler as muitas epístolas que os antigos pais da Igreja escreveram, então
descobririam que eles sempre se dirigiram ao povo de Deus chamando-os de “os eleitos”. De fato, o vocábulo
comumente utilizado nas conversações diárias, entre muitos daqueles cristãos primitivos, para aludirem uns
aos outros, era “eleito”. Com grande freqúência empregavam o termo para se dirigirem uns aos outros,
ficando assim demonstrado que eles acreditavam que todo o povo de Deus manifestamente se compõe de
“eleitos” do Senhor.
No entanto, passemos a examinar os versiculos bíblicos que provarão, de forma positiva, a veracidade
dessa doutrina. Abram suas Bíblias no trecho de João 15:16, e ali vocês observarão que Jesus Cristo escolheu
o Seu povo, pois Ele mesmo declara: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos
escolhi a vós outros, e vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça; a fim de que
tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda”. E em seguida, no versículo 19 desse mesmo
capítulo, assegura o Senhor: “Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não
sois do mundo, pelo contrário dele vos escolhi, por isso o mundo vos odeia”.
Verifiquem também o que está escrito em J0ã0 17:8, 9: ..... porque eu lhes tenho transmitido as palavras
que me deste, e eles as receberam e verdadeiramente conheceram que saí de ti, e creram que tu me enviaste.
É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus”. E abramos
ainda as nossas Bíblias na passagem de Atos 13:48: “Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam
a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna”. Se certos indivíduos
quiserem dissecar em pedacinhos miúdos essa passagem, poderão fazê-lo; mas o fato inegável é que ela diz
“destinados para a vida eterna”, no original grego, tão claramente como é possível dizê-lo; e não nos
importamos com todos os comentários em contrário que têm surgido. Vocês quase nem precisam ser
relembrados a respeito do que ensina o capítulo 8 da epístola aos Romanos, porque confio que vocês estão
perfeitamente familiarizados com aquele capítulo, e que, por esta altura dos acontecimentos, já o estão
compreendendo perfeitamente bem. Lemos ali, nos versículos 29 e seguintes: “Porquanto aos que de antemão
conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o
primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses
também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou. Que diremos, pois, á vista destas cousas?
Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou a seu próprio Filho, antes, por todos nós o
entregou, porventura não nos dará graciosamente com ele todas as cousas? Quem intentará acusação contra
os eleitos de Deus? Deus quem os justifica”.
( Charles H. Spurgeon)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pelo seu comentário!
Sua participação dá solidez a esta proposta, no entanto preste atenção:

É EXPRESSAMENTE PROIBIDA A POSTAGEM DE COMENTÁRIOS DISCRIMINATÓRIOS, RACISTAS, QUE OFENDAM A IMAGEM OU A MORAL OU DESRESPEITEM A LEGISLAÇÃO EM VIGOR.

INFORMAMOS QUE O IP DE TODOS AQUELES QUE NÃO RESPEITAREM AS REGRAS DESTE BLOG, ESTÃO DISPONÍVEIS ATRAVÉS DOS SITES DE ESTATÍSTICAS, E SERÃO FORNECIDOS À JUSTIÇA, CASO SEJAM REQUISITADOS POR AUTORIDADE LEGAL.
M. Rocha